Notícias

Força-tarefa e realinhamento dão cara nova à 2ª Vara Criminal de Cuiabá

20/12/2018

A força-tarefa e o realinhamento realizados na 2ª Vara Criminal de Cuiabá, por determinação da Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT), literalmente mudaram a vara. Após 30 dias de trabalho de uma equipe de aproximadamente 20 pessoas, entre magistrados e servidores, o resultado foi apresentado à desembargadora corregedora Maria Aparecida Ribeiro, no dia 18 de dezembro (terça-feira). O ambiente ficou mais organizado, amplo, arejado e agradável. A expectativa é que isso reflita diretamente na produtividade da unidade e, consequentemente, na qualidade do serviço oferecido aos cidadãos.

Foram 35.351 movimentações de processos no período. O estoque, que era de 14.953 processos em 5 de novembro diminuiu para 13.555 em 17 de dezembro, uma redução considerável de 9,3%. A taxa de congestionamento passou de 78,6 para 77,9%. Segundo a juíza auxiliar da CGJ-MT Ana Cristina Silva Mendes, coordenadora das atividades, o objetivo da iniciativa foi contribuir com a unidade. “Com o nosso trabalho, esperamos ter ajudado a Vara. Havia um represamento muito grande de processos para expedir mandados, por exemplo. Expedimos 1.426 mandados de prisão pelo Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP 2.0), fizemos 1.828 cálculos de pena e 17.943 cargas”, contou. 

Conforme a magistrada, na secretaria ainda foram expedidos 15.046 documentos, realizadas 2.333 juntadas, enviados 1.422 processos para o arquivo provisório e arquivados definitivamente 218 autos. No gabinete, com auxílio dos juízes Cristiane Padim da Silva e Jean Garcia de Freitas Bezerra na jurisdição, 1.654 decisões interlocutórias foram elaboradas, 189 sentenças de mérito proferidas e 401 despachos de impulso efetuados. “Além disso, conseguimos mais bebedouros e impressoras para o local. Buscamos reorganizar, dividir as equipes, o atendimento e os processos entre regime fechado e aberto/semiaberto, para que as duas frentes caminhem simultaneamente”, relatou Ana Cristina. 

A gestora judicial Adriana Carla Lima ressaltou que a secretaria é diferenciada por ser a maior na área criminal do Estado. “A organização foi muito bem-vinda, ficou um ambiente mais amplo”, disse. Para a estagiária Gabriela Duarte Metello Taques, a mudança também foi boa. “Gostei da ideia de deixar um analista responsável por cada três estagiários, da organização. Melhorou bastante e espero que melhore ainda mais”, salientou. 

Parâmetros - A secretaria da Vara foi realinhada conforme os padrões de Método Ordem, idealizado pela CGJ-MT, adotado há anos, reconhecido nacionalmente e inclusive premiado. “Vale ressaltar que o Ordem e o Projeto Eficiência, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), não são antagônicos, e sim ao contrário, eles se somam. Um complementa o outro”, assegurou a juíza auxiliar. 


Leia também: 

Transição CGJ: Desembargadores visitam Núcleo de Execuções Penais 

CGJ promove realinhamento e força-tarefa na 2ª Vara Criminal de Cuiabá 

 
Ana Luíza Anache 
Assessoria de Comunicação CGJ-MT
corregedoria.comunicacao@tjmt.jus.br
(65) 3617-3571/3777