Notícias

CIJ contribui com natal solidário no Centro Socioeducativo de Cuiabá

18/12/2018

Em clima festivo, a Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ) do Poder Judiciário de Mato Grosso participou do Natal no Centro de Atendimento Socioeducativo de Cuiabá, localizado no Complexo Pomeri, no último sábado (15 de dezembro). Cerca de 50 adolescentes em cumprimento de medidas de internação ou em regime provisório compartilharam de uma manhã diferente junto a seus familiares e voluntários. O evento foi organizado pela Escola Estadual ‘Meninos do Futuro’ em parceria com o projeto ‘Dai-me Almas’, da Paróquia São Gonçalo, com apoio da Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ-MT) e do juízo da Infância e Juventude da Capital. 

Os jovens atendidos na unidade foram os responsáveis pela decoração da festa, que teve ceia natalina no almoço, apresentações musicais, missa, visita do Papai Noel e distribuição de panetones e presentes doados pelos servidores da CGJ-MT e pelo juiz da 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá, Jorge Alexandre Martins Ferreira. “Em nome desses adolescentes queremos agradecer a contribuição de todos os colegas da Corregedoria e do magistrado”, destacou a gestora da CIJ, Wanderléia da Silva Dias.

Wanderléia lembra que a Lei 12.594/2012 do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase) determina que a rede de proteção promova a ressocialização dos adolescentes e que as medidas pedagógicas têm essa função. “O acolhimento é necessário para que o jovem não volte a praticar ato infracional e, consequentemente, diminuamos a reincidência. Eventos desse porte mostram ao adolescente que ele está sendo responsabilizado pelos atos praticados, mas não excluído da sociedade”, ponderou.

De acordo com a psicóloga da CIJ, Ziza Cury Komochena, essa é uma atividade de extrema importância “porque traz a família e pessoas da comunidade para abraçar esses jovens”. Para ela, é um momento de não julgá-los pelos atos do passado, mas sim de enxergar adolescentes em desenvolvimento. “O Natal é um momento de família e de amor, então, esse é o objetivo. Os meninos e meninas ficam muito felizes e nos recebem de coração aberto, com brilho nos olhos, e muito carinho. É um momento especial de confraternização”, completou. 


Assessoria de Comunicação CGJ-MT
corregedoria.comunicacao@tjmt.jus.br
(65) 3617-3571/3777