Notícias

Adoção: Corregedoria lança ‘Busca Ativa’

14/12/2018

A Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT), por meio da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja), lançou o projeto ‘Busca Ativa’ no dia 11 de dezembro, durante a última reunião dos integrantes da comissão no biênio 2017-2018. “Com o slogan ‘Uma Família para Amar’, a iniciativa consiste na divulgação, por meio do site da CGJ, de informações das crianças e adolescentes acolhidos e que estão disponíveis para adoção em Mato Grosso, com sentença transitado em julgado da perda do poder familiar pelos pais biológicos”, explicou a secretária executiva da Ceja, Elaine Zorgetti.

Conforme a servidora, são casos de acolhidos fora do perfil dos pretendentes no Estado, com problemas de saúde ou idade avançada. “Buscamos pretendentes habilitados para adoção em Mato Grosso e em todo o Brasil. Queremos dar uma família a essas crianças e adolescentes de difícil inserção, maiores de 10 anos, com alguma deficiência física ou mental, que se encontram abrigadas”, acrescentou. Elaine explica que disponibilizar as informações na internet visa despertar o interesse dos postulantes a pais na fila da adoção para, quem sabe, mudar de ideia com relação ao perfil ao visualizar a lista de crianças disponíveis. 

Serão divulgados no site somente dados gerais das crianças e adolescentes, como nome abreviado, idade, características físicas, condições de saúde, e uma mensagem de apresentação do próprio acolhido. Informações adicionais como a situação processual e foto só serão fornecidas aos pretendentes interessados e devidamente incluídos no Cadastro Nacional de Adoção (CNA). “Para que tudo isso fosse possível, contamos com o valoroso apoio do Departamento de Aprimoramento da Primeira Instância (Dapi), que desenvolveu o Sistema de Cadastro de Crianças e Adolescentes disponíveis para Adoção na mesma plataforma do Cadastro de Pretendentes à Adoção Estadual Informatizado (adocao.tjmt.jus.br), para que as comarcas possam acessar e inserir as informações. 

Para a desembargadora corregedora e presidente da Ceja, Maria Aparecida Ribeiro, esse é mais um avanço no sentido de diminuir o índice de crianças e adolescentes acolhidos em instituições e proporcionar convivência familiar e comunitária a eles. “Foi-se o tempo em que nos preocupávamos em dar uma criança a uma família. Hoje a criança é prioridade e trabalhamos para dar a ela uma família, assegurando-lhe afeto, saúde, educação, e uma vida digna”, afirmou.   


Leia também: 

Ceja encerra gestão com balanço de atividades 

CGJ-MT comemora resultados no Dia Mundial da Adoção 

 
Ana Luíza Anache 
Assessoria de Comunicação CGJ-MT
corregedoria.comunicacao@tjmt.jus.br
(65) 3617-3571/3777