Notícias

Correição pelo interior de MT termina esta semana

23/10/2018

As equipes da Corregedoria-Geral da Justiça de Mato Grosso (CGJ-MT) estão na comarca de Rondonópolis (a 212km de Cuiabá) ao longo desta semana, para correição e força-tarefa. Com o término dos trabalhos no dia 26 de outubro, encerra o período de correição pelas unidades do interior do Estado. Para finalizar 100% das varas, faltam somente algumas da capital. A previsão é de concluir as 79 comarcas mato-grossenses até o fim de novembro. 

Conforme a Portaria nº 76/2018, a juíza auxiliar dar CGJ-MT Ana Cristina Silva Mendes ficará responsável pela correição da 1ª Vara Cível, 3ª Vara Cível, 1º Juizado Especial, 2º Juizado Especial, Juizado Especial Volante Ambiental (Juvam) e 4ª Vara Criminal da comarca. Já a equipe da juíza Jaqueline Cherulli atuará na Vara Especializada da Infância e Juventude, 1ª e 2ª varas especializadas de família e na 4ª Vara Cível de Rondonópolis, além da Vara Única de Pedra Preta (a 238km da capital). 

O objetivo da correição é averiguar a regularidade dos serviços administrativos e judiciários executados, além de orientar os servidores para uma melhor organização das rotinas visando celeridade e impulsionamento dos autos. São examinados processos - prioritariamente os de metas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e os paralisados há mais de 100 dias - e tudo mais que se relacionar ao expediente forense. Além da vistoria processual, a atividade consiste na identificação de magistrados e servidores, verificação do espaço físico, equipamentos, recursos humanos, avaliação gerencial, levantamento de informações da secretaria judicial e de correições anteriores, e apontamento pontos fortes e fracos. 

Força-tarefa – O juiz auxiliar Aristeu Dias Batista Vilella foi designado para realização de correição, força-tarefa e regime de exceção nas 1ª e 2ª varas especializadas da Fazenda Pública e na 2ª Vara Cível da comarca sede do polo VII, buscando o cumprimento de atos processuais e a efetividade da prestação jurisdicional. O trabalho compreende a análise de processos nas secretarias e nos gabinetes, bem como elaboração de sentenças, decisões, despachos, recomendações e outros movimentos. 


Leia também:

Cinco Varas e Diretoria são correicionadas na comarca de Rondonópolis 


Ana Luíza Anache
Assessoria de Comunicação CGJ-MT
corregedoria.comunicacao@tjmt.jus.br
(65) 3617-3571/3777