Notícias

Judiciário firma parceria com TRE para cadastramento de biometria

25/01/2018

O acordo para a disponibilização de mais um posto de cadastramento biométrico foi fechado pelos representantes do Poder Judiciário e Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso na tarde de terça-feira (23). A reunião ‘selou’ a disponibilização de um espaço, no Fórum de Cuiabá, para o recadastramento dos eleitores cuiabanos. O acordo foi firmado entre o presidente do TJMT, desembargador Rui Ramos Ribeiro, a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, o presidente do TRE-MT, desembargador Márcio Vidal, e o vice-presidente do TRE-MT, desembargador Pedro Sakamoto.
 
O posto vai atender a população em geral e também o público interno do Poder Judiciário, como servidores, magistrados e colaboradores. Serão instalados no mínimo cinco guichês. O convênio busca acelerar o atendimento aos eleitores de Cuiabá que precisam realizar a biometria para as próximas eleições. O não cadastramento biométrico pode levar ao cancelamento do titulo eleitoral.
 
O presidente do TJMT explicou que o Poder Judiciário é parceiro de primeira hora da corte eleitoral e, pensando nisso, optou por auxiliar no recadastramento do eleitorado. “O cadastramento biométrico é uma questão de cidadania que garante mais segurança e impede fraudes. Além de também fazer a recontagem, futuramente as informações servirão para a composição do documento único. E não poderíamos pensar diferente, pois como representante daquela instituição (TRE), iniciei esse cadastramento, no munícipio de Campo Verde. Então, não poderíamos ficar fora de uma colaboração com o Tribunal Eleitoral. Não negaríamos esforços para ajudá-los e disponibilizamos recursos humanos e estrutura para abrigar esse posto”, comentou.
 
Já o presidente do TRE-MT reiterou que a parceria é de extrema importância, uma vez que a alta procura do eleitorado tem demandado recursos humanos e estruturais para concretização de novos postos de atendimento. “Dentro do princípio da cooperação entre as entidades, o TJMT está firmando essa parceria, assim como fez com a Pauta Limpa. O presidente foi sensível ao nosso pedido e ajudará institucionalmente o trabalho prestado pela corte eleitoral”, ponderou.
 
Pedro Sakamoto comentou que a colaboração do TJMT irá potencializar o atendimento ao público e isso atenderá resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). “Estamos procurando abrir vários postos para o maior conforto dos nossos eleitores e o TJMT nos cedeu servidores e espaço para que nós ampliemos nosso atendimento. O Tribunal está colaborando e está preocupado, assim como nós, com a biometria. Quanto mais postos abertos, mais eleitores poderemos atender”, avaliou.
 
O atendimento ao público deverá ser disponibilizado até a primeira semana de fevereiro. “Estamos treinando as pessoas que irão atender o público no recadastramento. Assim que essa capacitação terminar, estaremos prontos para receber a demanda de eleitores da Capital”, pontou a diretora-geral do TJMT, Claudenice Deijany F. de Costa.
 
A revisão do eleitorado, com biometria, acontece em Cuiabá, Várzea Grande e Sinop. A biometria está ocorrendo desde o ano de 2015, por conta da Resolução 1.985/2017 do TRE-MT, que tornou obrigatório o recadastramento. O prazo final foi estendido para o dia 30 de março de 2018.
 
Veja mais informações:
 
Biometria: Fórum terá posto de recadastramento
 
 
Ulisses Lalio / Fotos: Tony Ribeiro (F5)
Coordenadoria de Comunicação do TJMT
imprensa@tjmt.jus.br
(65) 3617-3393/3394/3409