Notícias

Centenas de pessoas participam do encontro sobre adoção

25/05/2007

 

Aproximadamente 500 pessoas participaram nesta quinta-feira (24/05) da abertura do primeiro Encontro de Magistrados, Servidores e Equipe Técnica das Varas da Infância e Juventude de Mato Grosso, realizado no Fórum de Cuiabá. Os principais focos em dois dias de evento (quinta e sexta-feira) serão: o debate acerca da adoção no Estado e os projetos que serão implantados para beneficiar crianças e adolescentes que precisam de uma família.

 

O Corregedor Geral da Justiça, desembargador Orlando de Almeida Perri, abriu o evento buscando sensibilizar o público quanto à questão social da criança abandonada. Contou, inicialmente, a história de Madre Tereza de Calcutá, ao ser indagada se o trabalho que fazia com os miseráveis não era apenas uma gota no oceano. A religiosa teria respondido que o oceano nunca seria o mesmo sem aquela gota...

 

O desembargador convidou os magistrados, servidores, advogados e autoridades presentes a refletirem sobre o que cada um tem feito pela infância a adolescência em suas atividades. Lembrou que a violência vivida hoje pela sociedade é o reflexo do abandono na infância, tanto material como afetivo. “Se cada um puder contribuir para retirar do abandono pelo menos uma criança para o aconchego de um lar, os céus exultarão de alegria...”, completou o Corregedor Geral.

 

O Presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Paulo Dias Lessa, lembrou também das questões ligadas ao planejamento familiar e a responsabilidade do estado brasileiro na construção de políticas públicas.

 

O presidente destacou ainda, entre as atividades previstas na gestão 2007/2009 para adoção em Mato Grosso, o projeto “Apadrinhamento” para as crianças e adolescentes que estão em abrigos provisórios, em especial aqueles que têm deficiências mental ou física.

 

               Ainda no período da manhã, houve a apresentação do Coral Infanto-juvenil Reluz Jr. de Rondonópolis e a exibição de um vídeo produzido pela Associação dos Magistrados do Brasil – AMB, com depoimentos de crianças que moram em instituições. Entre eles, uma menina de 7 anos, vítima de tentativa de estupro pelo próprio tio, que foi retirada de casa pelo Conselho Tutelar do município onde morava. A exibição terminou com a história de um casal de descendentes de alemães que adotou duas irmãs negras.

 

O secretário geral da Associação dos Magistrados do Brasil - AMB, Francisco de Oliveira Neto, aproveitou para lançar a campanha “Mude um destino” também voltada para a adoção. E ressaltou que a intenção é unir esforços com a campanha oficial ADOTAR É LEGAL da Comissão Estadual Judiciária de Adoção – CEJA, ligada à Corregedoria Geral da Justiça de Mato Grosso.

 

No período da tarde desta quinta-feira foram realizados palestras e debates técnicos com magistrados, servidores e autoridades ligados à infância e juventude. O encontro continuará nesta sexta-feira (25/05) com grupos de trabalhos no período da manhã, no Fórum da capital.

 

O lançamento oficial da campanha permanente ADOTAR É LEGAL, junto à sociedade, será na tarde desta sexta, com uma carreata que sairá às 16 horas do Tribunal de Justiça até o Parque Mãe Bonifácia. Toda a população é convidada a participar dessa mobilização. Depois do evento um show com Henrique e Claudinho completará a tarde.

 

Lídice Lannes

(65) 3617-3393/3394